quinta-feira, 16 de abril de 2009

Bons de boca, ruins de estômago.

quinta-feira, 16 de abril de 2009
Nada como, um domingo maravilhoso, do jeitinho mais Paraense que se possa imaginar.
Pra quem não conhece um "domingo Paraense" presta atenção: Aquela chuvinha de fim de tarde, com o seu Amor do lado, cafézinho c/ leite bem quente, com aquela
Pupunha com manteiga derretendo.

É algo que só nós, Paraenses podemos explicar. Um exemplo comum também, são as
chuvas no final da tarde, de manhã aquele sol de matar. E depois vem o temporal de alagar, casas, barrancos, ruas e avenidas.

Dentro da cultura brasileira, existe uma diversidade
imensa entre cada estado brasileiro. Posso até comentar sobre os outros estados, explorar meus conhecimentos a respeito dos mesmos, mas só cabe à mim descrever sobre a cultura em qual faço parte.

Adotamos algumas maneiras e costumes dos Índios. A alimentação a base de folhas cozidas, caldos retirados de raízes, e etc.

Já ouviram falar de tacacá? Pois bem, é um caldo
retirado de cor amarela, retirado da raíz
Mandioca Brava. Inicialmente, ele é venenoso, pois contém Ácido cianídrico, e depois do caldo ser cozido, elimina o veneno. Enfim, costuma-se tomar tacacá, no final da tarde, em locais públicos, nas famosas barraquinhas com as Tacacazeiras. O famoso tacacá é composto do tucupi, Jambú ( uma erva
com caracteristicas anestésicas e diuréticas. Sua principal caracteristica, é a capacidade de trimilicar os lábios de seus comensais ) ; Camarão, e goma de mandioca.
E a maniçoba? Com um aspecto não muito agradável, e os ingredientes mais nojentos, mas é bom. Considerada por uns como a Feijoada Paraense, seu principal ingrediente são as Folhas da Maniva/Mandioca, que também é venenosa, e precisa ser cozida durante 7 dias. A lista de ingredientes segue abaixo:
  • maniva moída
  • toucinho
  • carne-seca
  • chouriço
  • lombo de porco
  • orelha de porco
  • rabo de porco
  • bucho bovino
  • alho, louro, pimenta-de-cheiro etc.
Estranho né? Pois é. Já ia me esquecendo do principal. Já ouviram falar de Beiju? Aqui chamamos de Tapioquinha, é feita da fécula extraída da mandioca, ou Goma de Mandioca ou simplesmente Polvilho Doce. Com origem indígena, a Tapioquinha
entrou e ficou na nossa querida culinária Paraense.

Com uma diversidade infinita de comidas estranhas, mas com o maior indice de problemas no estomago. Nem tudo que é estranho, e gostoso, pode fazer fazer bem para nossa degustação, mas é uma cultura. ;)

2 caroços de cupuaçú!:

Do nascimento, Silva. disse...

hahaha.
o estomago paraênse pede socorro, mas não quer sair da lama.

Muito bom mesmo, eu amo a comida (estranha, porém gostosa) da minha terra. :D

boa nick!

Melzinha Toledo disse...

Gostei da descrição do domingo paraense, hehehe =D

Postar um comentário

 
Cupuaçú com Farinha © 2008. Design by Pocket